Argentina

(URGENTE) Comunicado da família de Santiago Maldonado

O corpo encontrado no Rio Chubut é de Santiago.

A incerteza sobre seu paradeiro terminou. O calvário que nossa família iniciou no mesmo dia em que soubemos de seu desaparecimento não terminará até obter justiça.

Muito pouco podemos dizer sobre nossos sentimentos ante a confirmação da identidade de Santiago: essa dor não sabe de palavras.

A circunstâncias da descoberta do corpo nos geram muitas dúvidas. Acreditamos que é momento de avançar com firmeza na investigação e deixar que o Juiz Lleral trabalhe sem pressões. Precisamos saber o que aconteceu com Santiago e quem são os responsáveis pela sua morte. Todos. Não apenas quem lhe tirou a vida, mas aqueles que, por ação ou omissão, colaboraram com o encobrimento e prejudicaram o processo de busca.

Estávamos certos ao reclamar sobre a inércia, ineficácia e parcialidade do juiz anterior na tramitação da causa. Continua para nós inexplicável a negativa do Governo Federal ante o oferecimento de colaboração de especialistas da ONU, de comprovada experiência internacional. Ninguém poderá tirar de nossas cabeças que se poderia ter feito muito mais e muito antes.

Aos meios de comunicação, às organizações sociais, de direitos humanos, sindicais, às pessoas que vem nos acompanhando nas marchas por Santiago, pedimos que continuem mantendo a exigência por justiça, com mais força do que nunca e em paz. às forças políticas, que façam o maior esforço para apoiar e garantir todas as ações que nos ajudem a encontrar a Verdade e conseguir Justiça.

A morte de Santiago não deve ser motivo de divisões ou interesses alheios. Ninguém tem direitos sobre a dor desta família, para a qual pedimos respeito.

Por Santiago, por nós.

Primavera de 20 de outubro de 2017.
Traduzido pela Mídia Coletiva Independente – MIC de Comunicado de la familia 20/10


Santiago Maldonado não será esquecido e sua vida será lembrada e alimentará cada vez mais o nosso ódio contra o Estado e seus senhores do capital!
Santiago PRESENTE!

Liberdade para Rafael Braga Vieira
R.I.A
“Que as chamas da insurreição iluminem o caminho para a liberdade”

Comentários do Facebook

Comentários

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top