América Latina

Semana Pela Soberania Audiovisual no Brasil projeta a força do cinema de luta

Durante uma semana cerca de 95 filmes foram projetados no Rio de Janeiro, Ceará, São Paulo, Bahia e Rio Grande do Norte no marco da Soberania Audiovisual

Mas o que é soberania audiovisual?

Soberania Audiovisual é um movimento que surge dos grupos de cine-comunitário da América Latina y Caribe como expressão popular de reivindicação da memória coletiva e do protagonismo cultural das comunidades e seus habitantes. Nasce em La Paz – Bolívia em 2013, quando da realização de um encontro de cine comunitário, em uma proposta coletiva de distribuição e articulação do audiovisual no continente, que confrontasse o cinema extrativista e comercial que se apropria das imagens comunitárias, e as faz circular pelos circuitos internacionais de festivais e televisão.

É uma celebração que combina diferentes idiomas, plataformas e materiais que giram em torno da linguagem audiovisual e cinematográfica. Convoca trabalhos de todas as origens, enfatizando as realizações urbanas, rurais e baseadas na comunidade dos povos originais do continente americano, que estão em busca de uma imagem própria e apresentam diferentes pontos de vista que não frequentam espaços na rede de distribuição comercial.

Veja mais informações sobre a história da Soberania Audiovisual no continente clicando aqui.

No Brasil é a segunda vez que a SXSA foi realizada. (Veja memórias da SXSA2015)

Estas mostras, oficinas, debates, encontros e ocupações do espaço público são realizadas sem patrocínios privados ou públicos, e sim com o compromisso político dos coletivos e comunidades envolvidas. Celebrando a capacidade de auto organização e de apontar novas formas de distribuição audiovisual, para os filmes produzidos por comunidades em resistência na América Latina e Caribe. E dessa forma aproximar realizações e movimentos para uma leitura coletiva sobre os problemas sociais da região.

No Rio de Janeiro as curadorias são realizadas de maneira coletiva. Cada ponto exibidor seleciona, a partir dos filmes inscritos, os que vai exibir e como será a composição dos debates. Construindo um panorama de acordo com os temas que querem discutir com suas comunidades.

O audiovisual vem cumprindo diversos papéis na atualidade, principalmente com a profusão das câmeras de celulares que tudo gravam, tornando cada vez mais a linguagem do vídeo uma importante ferramenta de denúncia e também de manutenção da memória coletiva.

Portanto no marco da SXSA se realizam oficinas para que o conhecimento técnico acerca do audiovisual seja compartilhado com os mais variados movimentos e grupos sociais.

Mostra de abertura na sede do Afoxé Filhos de Gandhi com a parceria de Leão Etíope do Méier.

Soberania Audiovisual, papo de futuro!

O maior fruto dessa realização é efetivamente a aproximação dos coletivos, que passam a pensar em organizar atividades conjuntas durante o próximo ano – produções, eventos, oficinas e atividades de formação – e por isso apostamos na força da SXSA como um ponto de encontro, um compromisso político, um espaço de aprendizado e projeção do cinema social, que é feito e projetado no front das lutas populares.

Que tenha vida longa o movimento pelo cinema de luta social na América Latina e Caribe.

Um salve gigante a todos coletivos participantes:

Coletivos Participantes:

– Rio de Janeiro
Rádio Mutirão
Elas da Corrente
Mídia Independente Coletiva
Cine Vila
Cine Oeste
SINDSPREV – RJ
Grupo de Educação Popular da Cinelândia Ocupação Bosque das Caboclas
Aldeia Maracanã
Universidade IFRJ – Belford Roxo
Girasol Comunicações
Cineclube Popular de Santa Margarida
Cine Taquara
Okupa Rural – UFRRJ
Laboratório de Comunicação Dialógica – UERJ
Leão Etíope do Méier
Afoxé FIlhos de Gandhi
Zona Oeste Ativa

– São Paulo
Coletivo Bambuá Espaço Herança Cultural Atelie Daki
Casa Ecoativa

– Fortaleza
Quinta Roots MesseRoots Arrastão do ABL Palmerê
Cine Invazão Pode Crer Coletivo
Fórum de Jovens Jangurussu
Tentalize
Cine Cururu
Coletivo Sem Nome

– Bahia
Associação de Mulheres de Pedra Alta Coletivo de Mulheres pela Água

– Rio Grande do Norte
Baobá Voador

#FilmaELuta #CadaMuroUmaTela #CadaTelaUmaLuta

 

Comentários do Facebook

Comentários

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top