Rio de Janeiro

Sara Celeste Boechat Cordeiro vive: 3 anos sem Sara

Sara Celeste nos deixou no final de 2014. Ativista, professora e militante, sonhadora de um mundo mais humano, igualitário e justo, esteve presente em várias das lutas sociais dos últimos anos no Rio de Janeiro, participando de Assembleias Populares, organizando projetos sociais no Morro da Formiga, levantando a bandeira da tarifa zero e pela liberdade dos presos políticos.

Sara, enquanto quase mais ninguém lembrava e o esquecia jogado na prisão, foi uma das únicas vozes a gritar e erguer com os próprios punhos a luta pela liberdade de Rafael Braga Vieira. Talvez se Sara não tivesse tido tanto empenho e determinação tomando essa luta para si, ele, Rafael Braga talvez nem estivesse mais vivo, pois a denúncia da arbitrariedade da prisão desse jovem negro em 2013 quase foi esquecida.

Talvez, frente as injustiças, frente ao cansaço das Lutas Sociais, Sara se perguntasse o que é que a movia adiante. Talvez toda a justificativa das ações, depreciáveis ou excelentes, sejam sempre um novo sonho que deixa o vazio adiante. Como o coração que afirma: “não há sentido na vida se tudo termina com a morte.”

Se não há sentido, o que justifica a ação? É verdade que tudo termina com a morte?

E aquelas ações que continuam em outras pessoas? Como querer a liberdade do outro como se fosse a própria liberdade, como aqueles atos que se replicam ad infinitum. E será que neste acúmulo de ações não se configura um espírito?

Queremos lembrar que a luta da compa Sara não será deixada de lado, sua inclinação pelo consenso e horizontalidade nas Assembleias Populares no Rio de Janeiro na qual ela acreditava e que contribuiu fortemente não será esquecida!

Compartilhamos com todo amor um texto de autoria da Sara. Quem sabe ela possa continuar inspirando mais pessoas, assim como nos inspirou e nos inspira até hoje a lutar por uma sociedade mais justa!

A ESPERANÇA ESTÁ NA RAIZ

Segue também um texto escrito por nosso caro amigo André do Morro da Formiga no Rio de Janeiro que esteve ao lado de Sara durante muito tempo construindo e ajudando na Assembleia da Grande Tijuca:

Sara Cordeiro vive!
Em Junho de 2013, sopraram ventos de esperança, manifestantes nas ruas se lançaram por mudanças.

Dentre os raros verdadeiramente comprometidos que as ruas me apresentaram, alguns seres especiais mais profundamente marcaram.

ONTEM, HOJE, E SEMPRE SARA PRESENTE!

No Morro da Formiga em construções coletivas.

Nas Assembleias e espaços de discussão, em busca de concretização.

Nas marchas com grevistas em luta por direitos, com horizontalidade e respeito.

Na luta pela liberdade de Rafael Braga preso arbitrariamente pelo Estado e por Sara nunca abandonado.

Enfim…

Respeito maior pela luta de SARA, que o seu legado se eternize em nossos corações e sua força nos inspire para que se partam todos os grilhões.

SARA VIVE!

Liberdade para Rafael Braga Vieira
R.I.A
“Que as chamas da insurreição iluminem o caminho para a liberdade”

Comentários do Facebook

Comentários

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top