Fotografia

O parque olímpico e a última árvore, uma facada na natureza (o desastre causado por Eduardo Paes)

A destruição dos manguezais e da Mata Atlântica culminaram com o doloso bombardeio dos maquinários sobre a comunidade “VILA AUTÓDROMO” que ali existia desde 1973, para a construção do parque olímpico de 2016

Foto: Francisco Chaves

“Tenho 62 anos, meu nome é J.S.N, moro aqui na Vila Autódromo há 27 anos,me sinto hoje como esses cidadãos que estão sendo esfaqueados na cidade. Nós moradores daqui fomos esfaqueados pelo prefeito Eduardo Paes e seus cúmplices. Eles não são perseguidos, presos, pelo contrário, são eleitos para nos destruir”

“Você pode ver que diariamente as populações pobres são assassinadas por esse poder? A saúde, a educação, a habitação, o saneamento e a nossa insegurança diária perante esses homens públicos, quem paga essa conta? A população pobre. Veja esses milhares de prédios que estão sendo construídos por aqui, onde serão lançados os esgotos desses novos espigões? Na nossa Lagoa, matando nossos peixes que pescamos, eu sou pescador. Onde trafegarão os veículos desses novos moradores?Quem perderá suas moradias para essa classe rica? O Eduardo disse que faz tudo e põe na conta das Olimpíadas,quem paga a Olimpíada? A previdência, os direitos trabalhistas, a educação, a saúde, a habitação…”

“Destruíram minha casa, não tenho para onde ir com minha família, você acha que os poderosos se preocupam conosco? É aí que eu digo pros amigos que essa onda de faca é velha , nós somos esfaqueados todos os dias pelos políticos. A urbanização aqui, como fale,i é para os ricos; os pobres não tem essa opção. Não temos mais peixes, sumiram, nossos manguezais desapareceram e os resto da mata foi destruída para a construção desse parque olímpico…”

Comentários do Facebook

Comentários

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top