Feminismo

Ni Una Menos: Mulheres tomam as ruas do Rio de Janeiro para lutar contra o machismo

Registro audivisual realizado pela MIC do ato “Ni Una Menos”:

Milhares de mulheres vestindo preto realizaram um grande ato contra o machismo no Rio de Janeiro. O movimento Ni Una Menos surgiu na Argentina em meados de 2015. Após o bárbaro estupro e assassinato em Buenos Aires da jovem Lucía Peres, de 16 anos, o grito de protesto das feministas portenhas ganhou proporções mundiais. Manifestações aconteceram em diversas capitas da América Latina. Dentre elas, além do Rio, Buenos Aires(onde ocorreu a primeira), São Paulo, Lima, Cidade Guatemala e outros locais.

No Rio de Janeiro, nessa última terça-feira, dia 25/10, milhares de mulheres vestidas de preto fizeram uma grande manifestação. O ato teve como local de concentração a Rua Primeiro de Março, em frente a ALERJ(Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro) e prosseguiu pelas ruas do centro até ocupar a Praça da Cinelândia, pulsante coração político da cidade.

A partir das cinco da tarde muitas pessoas começaram a chegar pessoas de diversos locais e variados movimentos, as mídias independentes também cobriram o evento desde de seu começo. As aguerridas manifestantes vestidas de preto fizeram uma marcha até a Cinelândia na qual entoaram cantos de repúdio ao machismo, ao femicídio e a sociedade patriarcal, além de projetarem imagens durante todo o percurso.

Já para o final, na praça da Cinelândia ocorreu um emocionante jogral, no qual diversas vítimas do machismo contaram suas trágicas histórias. O Ato “Ni Una Menos” foi concluído com uma performance ressaltando a colaboração e a alteridade entre as guerreiras que lutam por uma sociedade verdadeiramente justa, ou seja, igualitária.

Nessa, quarta, dia 26/10/2016, ocorreu mais uma manifestação, dessa vez em Nova Iguaçu, maior cidade na Baixada Fluminense no estado do Rio de Janeiro.

Foto de capa: Duda Lessa

Comentários do Facebook

Comentários

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top