Feminismo

Aos homens! E não é indireta, é direta mesmo.

Por Kelly Jones.

Cansei! Esse empoderamento feminino traz algo muito lindo, o real sentido de mexeu com uma mexeu com todas, mas traz algo também solitário, pois percebo que, salvo raras exceções, os homens não estão acompanhando as mudanças.
Sei que fisiologicamente vocês amadurecem mais devagar, mas chega! Mentalmente é necessário que acompanhem e aprendam definitivamente :

1) Não somos trouxas: chega de joguinhos e armações. Antes fingíamos não ver, não saber, éramos cegas, surdas e mudas. Agora vemos e não aceitamos traições e ciladas sentimentais

2) Chega de boicotes: sabe aquela história há mulher para transar e mulher para casar? Então, decidimos nos assumir sexualmente, falamos e sabemos o que queremos, onde, como e com quem queremos. Chega de se satisfazerem virarem pro lado e dormirem. Chega de fingir, nós somos companheiras para tudo, todos lugares e ocasiões. Do lar para o bar, do bar para o lar. Parem de se esconderem atrás de estereótipos de “santas, puras e castas”, meu bem, essa mulher não existe e se existe provavelmente será a que irá te trair.

3) iiiii dirigindo mal é mulher: para tua satisfação todas multas em minha carteira foram geradas por homens dirigindo meu carro. Nunca sofri ou gerei acidente algum.

4) Lugar de mulher na ecologia é em áreas de fácil acesso e na companhia de homens: convido qualquer um, qualquer homem a ter a mesma destreza e resistência que eu em campo. Vcs podem sim conseguir,mas jamais subjugar minha capacidade física, intelectual e moral. Não estou à disposição para companhias emocionais no trabalho de campo, a menos que eu queira, sei separar muito bem trabalho do resto e não consigo destaque por méritos físicos ou teste de sofá.

5) Lugar de mulher é na cozinha: só de pensar já peguei o telefone para um disque qualquer coisa. Até quando não vão entender? Somos mães, trabalhadoras, estudiosas assim como vcs, vcs acham mesmo diante de tanta luta por igualdade justo ficarmos com tarefas domésticas sozinhas???? Diante da pergunta melhor nem prosseguir

6) A gostosa: estamos nos libertando de pressões de arquétipos de beleza, lutando para provar que brasileira não é só bunda, estamos assumindo nosso sexo. Sim ele é meu, dou a quem quiser e não para quem fica de assédios e provocações explícitas na rua. Guarde tuas palavras para momento oportunos e concebidos.

7) Foi estrupada, mas olha a roupa dela: e roupa, lugar, hora dá direito à um homem invadir meu corpo diante de um não? Aprendam não é não. Sem escapada de mão, insistência, pressões. A mulher sabe bem se quer ou não, respeite a tua decisão.

8) Ela não dá conta: olhem a pressão que vivemos para ser boas e perfeitas em tudo. Trabalho, lar, relacionamentos e sinceramente olhe para si mesmo e veja se faria um terço do que eu faço ao mesmo tempo com precisão.

9) Prenda tua filha e liberte teu filho: naoooo, ensine teu filho a tratar uma mulher sem machismo e liberte tua filha de todas amarras sociais.

10) Não menos importante, temos amor próprio: minha felicidade não depende da companhia de vocês, portanto, tenho sim 32 anos, já fui noiva, morei junto e por decisão pessoal não me casei. Não sou encalhada ou algo do tipo. Sem pressões para mudar meu status de relacionamento.

Enfim. A lista corre no pensamento e não para… Mas melhor parar por aqui, já fiquei triste, descrente.
Hoje sou eu, vítima de tanto machismos e achismos de julgamentos cruéis.

O amanhã é outra mulher.

Sinceramente, nunca tinha pensado nisso, mas há motivos mais que suficientes para entender tantas mulheres que estão se descobrindo no mundo homo-afetivo.

Preguiça de vcs homens. Se reciclem, evoluam! Fica a dica. ‪

#‎machistasnaopassarao‬ ‪#‎empoderamentofeminino‬ ‪#‎mexeucomumamexeucomtodas‬

Kelly Jones é bióloga de formação pela UFJF, com mestrado no Museu Nacional-Rio e nesse momento faz doutorado. Atua como ambientalista na defesa e conservação das plantas da família botânica da Myrtaceae.

Comentários do Facebook

Comentários

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top