Documentários

O povo que falta

‘El Pueblo que Falta’ (O povo que falta) trata do resgate do processo histórico das lutas revolucionárias na América Latina, mais especificamente na Argentina, no Brasil, no Chile e no Peru. Não se trata de mais um filme simplesmente acerca das violências e de um processo revolucionário longe de nossa própria realidade ou de um momento romântico da luta política – uma espécie recuada de análise do passado. O documentário não busca ater-se à contagem dos mortos, limitando-se à posição de vítima que alimenta as comissões da verdade e da conciliação.

O filme traz a importância e a necessidade da luta revolucionária e coloca em cheque as democracias estabelecidas a partir da violência estatal. E pergunta: como resistir face a um poder absoluto baseado no terrorismo de Estado? Como atravessar a contínua e regular violência de Estado? Os companheiros e as companheiras para a travessia em direção à luta revolucionária, ao porvir, onde estão, pois desde agora precisamos construí-lo?

A quem interessa a limpeza das “culpas” de um Estado terrorista? Se o Estado significa dominação, poder: há outra margem de conduta às políticas de Estado? Reconciliar-se é condenar-se a uma segunda morte por assassinato.

Apoie o cinema crítico e militante.
O POVO QUE FALTA – EXIBIÇÕES * Debate com os diretores
No Cine Arte UFF (Universidade Federal Fluminense)
Entrada franca
Dia 21/12 (HOJE!)às 19h30

Exibição seguida de debate com:
Camila do Vale e os diretores André Queiroz e Arthur Moura. Mediação: Pedro Faissol.

Mais informações: El pueblo que falta

Assista a promo do filme:

Comentários do Facebook

Comentários

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top